Casa cenário

Em nossa proposta para este empreendimento residencial em Florianópolis, Santa Catarina, buscamos preservar a paisagem original do amplo terreno defronte a lagoa, minimizando o impacto na topografia, na vegetação e no visual do entorno. Para tanto, tendo a natureza como protagonista, o espaço foi pensado com escalas de caráter coletivo, ao mesmo tempo em que considera a privacidade individual de cada unidade e a maior integração possível com o verde e a água.

Indo na contramão dos tradicionais condomínios de apartamentos com torres multifachadas, tivemos como premissa a idealização de uma vila vertical, como casas suspensas abraçadas pela vegetação. Nesse sentido, asseguramos que cada célula habitacional tivesse a sua vista em direção a lagoa e que todos os apartamentos contassem com terraços de acesso à área verde – alguns um grande quintal – tanto no nível do térreo como nos pavimentos superiores.

Neste empreendimento de 13.192 metros quadrados de área construída, optamos por empregar materiais que tivessem o significado intimamente ligado à sua função na edificação, posicionamento em que irá residir, e ao papel que desempenhará. Para tanto, os volumes do embasamento são em pedra, que trabalha como um alicerce para que os blocos das unidades acima, revestidos por sua vez com uma pele modular cimentícia, tragam horizontalidade e leveza para o conjunto. A definição desses materiais, envoltos pelo cintamento em concreto aparente das vigas e bordas dos terraços, delineiam a transição entre o bruto e o arrojado, da base ao topo. A madeira aplicada na fachada através dos brises vem como um elemento que aquece e ao mesmo tempo traz a referência da natureza presente em seu entorno.

Tendo a vista como protagonista, trabalhamos com geometrias puras da arquitetura em meio às formas orgânicas da natureza, que apesar de soar contrastante, destaca o verde, emoldurando-a. Planos horizontais das delgadas coberturas nos topos dos blocos e o contraste dos cheios e vazios nas fachadas, proporcionados pelos volumes dos terraços cobertos e painéis envidraçados, reforçam a horizontalidade da obra, como se a arquitetura recompusesse a topografia original do terreno.
A cadência das modulações e ripados na fachada trazem uma escala mais palatável da arquitetura ao residente, juntamente à proporção dos blocos e pés-direitos nos acessos. Não se buscou a monumentalidade, mas sim uma implantação “silenciosa” em meio a deslumbrante panorâmica.

O grande elo de conexão entre os volumes e os espaços criados se dá através da costura que o projeto paisagístico desenvolvido em parceria com JA8 Paisagismo, exerce entre a arquitetura e a paisagem. Desta forma a integração entre a edificação e o entorno se dão como um resultado natural, sem rupturas, mas sim como uma boa conversa.

Local

Bauru, SP, Brasil

Área

573,36

Ano

2018

Fotos

Fotógrafo

Arquitetura

Artemis Fontana

Interiores

Artemis Fontana interiores

Equipe

Artemis Fontana, Larissa

Compartilhe

Local

Bauru, SP, Brasil

Área

573,36

Equipe

Artemis Fontana, Larissa

Data

2018

Arquitetura

Artemis Fontana

Compartilhe

Local

Bauru, SP, Brasil

Área

573,36

Ano

2018

Fotos

Fotógrafo

Arquitetura

Artemis Fontana

Interiores

Artemis Fontana interiores

Equipe

Artemis Fontana, Larissa

Compartilhe

Casa cenário

Em nossa proposta para este empreendimento residencial em Florianópolis, Santa Catarina, buscamos preservar a paisagem original do amplo terreno defronte a lagoa, minimizando o impacto na topografia, na vegetação e no visual do entorno. Para tanto, tendo a natureza como protagonista, o espaço foi pensado com escalas de caráter coletivo, ao mesmo tempo em que considera a privacidade individual de cada unidade e a maior integração possível com o verde e a água.

Indo na contramão dos tradicionais condomínios de apartamentos com torres multifachadas, tivemos como premissa a idealização de uma vila vertical, como casas suspensas abraçadas pela vegetação. Nesse sentido, asseguramos que cada célula habitacional tivesse a sua vista em direção a lagoa e que todos os apartamentos contassem com terraços de acesso à área verde – alguns um grande quintal – tanto no nível do térreo como nos pavimentos superiores.

Neste empreendimento de 13.192 metros quadrados de área construída, optamos por empregar materiais que tivessem o significado intimamente ligado à sua função na edificação, posicionamento em que irá residir, e ao papel que desempenhará. Para tanto, os volumes do embasamento são em pedra, que trabalha como um alicerce para que os blocos das unidades acima, revestidos por sua vez com uma pele modular cimentícia, tragam horizontalidade e leveza para o conjunto. A definição desses materiais, envoltos pelo cintamento em concreto aparente das vigas e bordas dos terraços, delineiam a transição entre o bruto e o arrojado, da base ao topo. A madeira aplicada na fachada através dos brises vem como um elemento que aquece e ao mesmo tempo traz a referência da natureza presente em seu entorno.

Tendo a vista como protagonista, trabalhamos com geometrias puras da arquitetura em meio às formas orgânicas da natureza, que apesar de soar contrastante, destaca o verde, emoldurando-a. Planos horizontais das delgadas coberturas nos topos dos blocos e o contraste dos cheios e vazios nas fachadas, proporcionados pelos volumes dos terraços cobertos e painéis envidraçados, reforçam a horizontalidade da obra, como se a arquitetura recompusesse a topografia original do terreno.
A cadência das modulações e ripados na fachada trazem uma escala mais palatável da arquitetura ao residente, juntamente à proporção dos blocos e pés-direitos nos acessos. Não se buscou a monumentalidade, mas sim uma implantação “silenciosa” em meio a deslumbrante panorâmica.

O grande elo de conexão entre os volumes e os espaços criados se dá através da costura que o projeto paisagístico desenvolvido em parceria com JA8 Paisagismo, exerce entre a arquitetura e a paisagem. Desta forma a integração entre a edificação e o entorno se dão como um resultado natural, sem rupturas, mas sim como uma boa conversa.

Local

Bauru, SP, Brasil

Área

573,36

Ano

2018

Fotos

Fotógrafo

Arquitetura

Artemis Fontana

Interiores

Artemis Fontana interiores

Equipe

Artemis Fontana, Larissa

Compartilhe

Compartilhe

Local

Bauru, SP, Brasil

Área

573,36

Equipe

Artemis Fontana, Larissa

Data

2018

Arquitetura

Artemis Fontana

Compartilhe

Local

Bauru, SP, Brasil

Área

573,36

Ano

2018

Fotos

Fotógrafo

Arquitetura

Artemis Fontana

Interiores

Artemis Fontana interiores

Equipe

Artemis Fontana, Larissa

Compartilhe